ONA atinge 700 certificações em instituições de saúde

Comprometimento com a segurança do paciente e a melhoria da qualidade dos serviços prestados. Esse é o objetivo quando uma instituição se submete aos critérios de avaliação da Organização Nacional de Acreditação (ONA). Criada em 1999, a metodologia ONA comemora, hoje, 700 instituições de saúde certificadas vigentes: um marco para todos que acreditam na melhoria da saúde no Brasil, por meio do aprimoramento da gestão, da qualidade e da segurança da assistência.
De acordo com o presidente da ONA, Cláudio Allgayer, o número é bastante significativo e representa o crescimento constante do aperfeiçoamento contínuo da cultura de segurança e representatividade da ONA dentro das Organizações. “Há quase 20 anos nossa preocupação é promover a melhoria dos serviços de saúde no Brasil. A metodologia visa que tenhamos, em cada tipo de serviço, requisitos não prescritivos que enriqueçam a gestão da qualidade e atenção ao paciente. Estimulamos que cada procedimento seja pensado e realizado visando a segurança do paciente. Uma forma prática de saber se as organizações se preocupam com essa cultura é verificar se ela possui o selo de acreditação, como o da Organização Nacional de Acreditação (ONA).”, afirma Allgayer.
O total de serviços acreditados pela ONA é de 700 serviços, entre eles: 307 hospitais; 144 ambulatórios; 83 laboratórios; 74 diagnósticos por imagem, radioterapia e medicina nuclear; 34 hemoterapias; 16 Nefrologias e Terapias Renais Substitutivas; 7 Prontos Atendimentos; 10 Atenções Domiciliares; 7 Serviços de Manipulação, 4 Serviços Odontológicos; 3 Serviços de Dietoterapia; 4 Programas da Saúde e Prevenção de Riscos, 4 Processamentos de Roupas para Serviços de Saúde e 3 Serviços de Esterilização e Reprocessamento de Materiais. “Visando cada vez mais a atenção e cuidado centrado do paciente buscamos aumentar esses números com mais dois serviços inclusos na nova versão do Manual de Acreditação das Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde – 2018, sendo eles Serviços Oncológicos e Medicina Hiperbárica.”
Fundada por entidades públicas e privadas do setor de saúde, a criação da ONA está ligada às mudanças que ocorreram após a Constituição de 1988, que definiu a saúde como um direito de todo cidadão, o que fez com que instituições e o governo passassem a se preocupar com a avaliação dos serviços oferecidos à população.

Sobre a ONA
A Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde, com foco na segurança do paciente. É reconhecida pela ISQua (International Society for Quality in Health Care), associação parceira da OMS e que conta com representantes de instituições acadêmicas e organizações de saúde de mais de 100 países. Com 19 anos de atuação e com 700 instituições certificadas, a ONA se consolidou como a principal metodologia de acreditação de saúde do país. Sua metodologia possui Normas de Avaliações para 16 diferentes tipos de serviços para saúde, tais como: hospitais, ambulatórios, laboratórios, pronto atendimento, atenção domiciliar, hemoterapia, nefrologia e terapia renal substitutiva, medicina hiperbárica, atendimento oncológico, diagnóstico por imagem, radioterapia e medicina nuclear, clínicas odontológicas, processamento de roupas para serviços de saúde, esterilização e reprocessamento de materiais, dietoterapia e de manipulação, além de programas de saúde e prevenção de riscos.

https://www.ona.org.br/Inicial